Web Para Todos lança campanha para promover acessibilidade digital

Ação é criada pela Publicis, nova agência-voluntária do Movimento

Acessibilidade no mundo digital é lei, é urgente e é benéfica para todos. Com sites e aplicativos mais simples e fáceis de navegar, que carregam mais rápido em qualquer dispositivo, a comunicação passa a ser muito mais eficaz para qualquer perfil de usuário e consumidor, inclusive para aqueles com algum tipo de deficiência. Essa é a missão do Web para Todos (WPT), Movimento que a partir de agora passa a contar com a Publicis como agência-voluntária.

A parceria começa com uma nova campanha, que inclui filme-manifesto e webfilme. A proposta das duas peças é reforçar como tarefas simples para a maioria das pessoas podem ser muito complicadas para quem tem algum tipo de deficiência. Enquanto o filme-manifesto apresenta a missão do Web para Todos de forma emocional, o webfilme usa o bom humor para relatar as dificuldades que este público enfrenta ao tentar se conectar com o mundo por meio da web.

No vídeo, um rapaz cego tenta usar o Tinder e faz comentários curiosos sobre os quais provavelmente as pessoas sem deficiência nem pensam: “Se você acha que encontro às cegas é estranho, é porque não sabe o que eu passo com esses apps”, diz o protagonista antes de sugerir que, por exemplo, os perfis tenham voz. Enquanto o aplicativo não é acessível, ele se vira com o que tem e sai dando like, like, like, like… As pessoas com deficiência que participam dos dois filmes são não-atores que integram a rede do Web para Todos.

“Muitos não sabem que há diversas barreiras de acesso em sites e aplicativos, e que elas são fáceis de serem eliminadas. Com essa campanha, esperamos chamar a atenção da sociedade para o problema e contar com o engajamento de todos para corrigi-lo o mais rápido possível. E, assim, tornar a web brasileira num ambiente realmente justo e inclusivo”, afirma Simone Freire, idealizadora do WPT.

No Brasil, cerca de 45 milhões de pessoas (o equivalente a um quarto da população ) têm algum tipo de deficiência que, por barreiras técnicas nos sites e aplicativos, são impossibilitadas de se informar, se divertir, estudar e consumir online.

Assista ao filme acessível abaixo:

 

 

Quer receber nossa newsletter? Preencha o formulário abaixo: