Perfume de panetone no ar

E não de qualquer Panetone; o da Bauducco.

Hoje vamos conversar um pouquinho sobre as Casas Bauducco.

Acompanho o projeto da Casa Bauducco desde seus primeiros passos e criação, através dos queridos amigos e competentes profissionais da Cherto.

A primeira inaugurada foi a poucos quarteirões do MadiaMundoMarketing. E assim me tornei comprador habitual, mas embora quisesse, jamais me considerei cliente.

Ainda hoje passei na frente, mas a vontade de entrar perdeu-se no tempo. Nada de errado no que faz, mas expectativas não correspondidas.

Expectativas não criadas pela Bauducco. Expectativas superdimensionadas dentro de nós pelo espaço conquistado pelo panetone. Apenas isso.

Além de todo o panetone flavor que invade nossas bocas e corações decorrentes da memória afetiva que envolve a marca, muito acaba se perdendo quando se retorna as Casas Bauducco e se encontra produtos de boa qualidade, mas, quase genéricos, não o Bauducco de nossas expectativas.

Falta pesquisa e desenvolvimento, falta inovação, faltam produtos capazes de, em se referenciando-se no panetone, revelarem e exalarem ambição semelhante na conquista dos fãs e seguidores da marca.

De qualquer maneira, a empresa continua acreditando e apostado no derivativo Casas Bauducco.

Hoje são 29 casas e o objetivo é chegar até o final de 2018, com 50. Serão investidos R$ 45 milhões; parte nas novas Casas, e parte no crescimento das lojas.

Quem sabe talvez um dia, as Casas Bauducco correspondam a enorme e merecida expectativa diante de seu desempenho histórico e memorável na criação de uma categoria em nosso país.

Além do papai noel, castanhas e nozes, jingle bells, árvores, e, o panetone Bauducco.

A referência do panetone. Paradigma, e em todos os concursos e premiações, e na opinião de 10 entre cada 10 apreciadores do produto, e, simplesmente, O MELHOR.

O da Bauducco não concorre, é a régua. Hors-Concours. E talvez, e apenas por isso, ou por tudo isso, que as Casas Bauducco continuem muito distante da enorme expectativa criada.

Francisco Madia. Especial para o MMM.

 

 

 

Quer receber nossa newsletter? Preencha o formulário abaixo: