Nada é 100% certo e nem 100% errado

Ou, se é, é porque ainda não fomos capazes de descobrir ou o lado positivo ou o lado negativo.

Muitas plantas envenenam, mas curam. Infinitos produtos incapazes de performarem com sucesso para o que foram criados, revelam-se ótimos para o que jamais se considerou.

Um dia a Pfizer procurava um remédio para angina que nunca alcançava os resultados desejados.

Mas, e curiosamente, provocava um aumento da irrigação no pênis dos senhores cobaias… Faltava um nome digno para definir-se a patologia e alguém sugeriu Disfunção Erétil. E o milagre aconteceu.

Eureka, ou melhor, Viagra! Aposentados precoces e não precoces voltaram a ativa.

A talidomida foi brutal com as crianças nos anos 1950 e 1960, e muitos sexagenários, e septuagenários caminham hoje, com a falta de algum membro pela vida, em função das consequências do remédio. Porem, e agora, a talidomida é um santo remédio para uma grande quantidade de doenças.

Semanas atrás, no Estadão, a descoberta e comprovação, por pesquisadores da USP, que o mesmo vírus da Zika que vem ser revelando devastador para o cérebro dos nascituros e recém-nascidos desenvolvendo a microcefalia, vem se revelando positivamente eficaz no combate às células do câncer no cérebro.

Mata as ruins e preserva as boas. De alguma forma, poderíamos situar todas essas constatações no que se convencionou denominar de Serendipismo. Atirar no coelho e matar o cachorro. Chegar-se circunstancialmente a uma grande descoberta por caminhos tortos. Embarcar para Cuba e desembarcar em NYC.

Assim, e quando tomamos uma decisão em nossas empresas, é muito importante permanecermos atentos durante toda a jornada.

Não é impossível, muito pelo contrário, é bem provável que a qualquer momento a vida e as circunstâncias nos revelem extraordinárias e inusitadas e improváveis e impensáveis oportunidades que obrigatoriamente nos fazem refletir se devemos seguir adiante ou se não é melhor, mais inteligente, eficaz e positivo reconsiderar o caminho, redesenhar o mapa, e até mesmo rever o objetivo.

Quando imaginamos o Madia Business Club sabíamos exatamente o que queríamos, como e quando chegar, e com quem intensidade. E começamos a caminhar. E desde então, e em decorrência do movimento, muitas outras oportunidades vão se revelando a cada novo trecho da viagem, e a ideia original enriquecendo-se de forma mais que entusiasmante.

Para dar vida ao Madia Business Club desenvolvemos o primeiro programa no Brasil de Capacitação e Mentoring de Consultores de Empresas, e que por sinal começa uma nova turma no próximo mês de abril.

Assim é a vida e assim somos nós. Nada é definitivamente ótimo para tudo, nem péssimo, também.

Apenas e ainda não fomos capazes de descobrir as virtudes, e os inconvenientes. Mas, um pouco mais adiante…

 

 

 

 

Quer receber nossa newsletter? Preencha o formulário abaixo: