Museu Afro Brasil lança campanha com um novo conceito

Agência Africa lança conceito e campanha de captação de novos sócios para o Museu Afro Brasil (MAB)

Resgatando e enaltecendo a importância da matriz africana na formação da identidade brasileira, o Museu Afro Brasil (MAB) lançou, na semana da Consciência Negra, seu novo conceito: “É você”, com criação da agência Africa. A agência também está por trás da campanha do Programa de Sócios do Museu Afro Brasil, num esforço de mobilização social em defesa da sustentabilidade da instituição. O objetivo é dar visibilidade e aumentar o número de participantes do Raízes, o programa de sócios do MAB. Com forte presença no digital, a estratégia tem o acervo como protagonista e lança mão do argumento que todos fazem parte dessa história.

“Para divulgar o programa nas suas diferentes plataformas, estabelecemos uma linguagem visual própria do Programa de Sócios, que se inspira no espetacular e único acervo do MAB. Não podíamos virar as costas para esse ativo inestimável. Tínhamos Arthur Timótheo da Costa, João Timótheo da Costa, Estevão Silva, Rafael Pinto Bandeira, Mestre Didi, Ieda Maria, Oscar Pereira da Silva, Wilson Tibério e obras lindas dos povos Iorubá, Bini, Bamana a nossa disposição. Foi motivo de orgulho e uma responsabilidade imensa fazer parte dessa campanha”, explica Sergio Gordilho CCO da Africa.

Com luxuosas participações espontâneas de expoentes de diversas gerações de pensadores e artistas brasileiros como Preta Gil, Simoninha, Rene Silva, Alexandra Loras, Iza, Bela Gil, Mano Brown, Paulinho da Viola, Rincon Sapiência, Luis Miranda, Jéssica Ellen, Hugo Gloss, Max de Castro e Linn da Quebrada, a campanha #SouAfroBrasil espera reunir 2000 adesões no primeiro mês. O número é o necessário para garantir o funcionamento do MAB pelo próximo semestre.

“O MAB busca ser acima de tudo um espaço da diversidade, onde as pessoas possam ter uma visão ampla das nossas articulações. Não é um museu de gueto. Também é de latinos, de africanos, de nordestinos. Com essa campanha, queremos destacar esse aspecto e posicionar o museu no roteiro cultural dos paulistanos e de todos que visitam S.Paulo,” revelou Emanoel Araújo, fundador e curador do Museu Afro Brasil.

 

 

Quer receber nossa newsletter? Preencha o formulário abaixo: