Morte de cachorro em loja do Carrefour gera comoção e protestos

Defesa Animal estadual apura caso após Carrefour alegar que cachorro desmaiou com abordagem de profissionais do Centro de Zoonoses ao ser retirado da loja

Um cachorro abandonado morreu após ser envenenado e espancado por um funcionário de uma loja da rede do supermercado Carrefour, em Osasco, na Grande São Paulo, na última sexta-feira (30), segundo relato de ativistas.

Cachorro envenenado e espancado em uma loja da rede do supermercado Carrefour. Foto: Reprodução/Facebook

Denúncia feita nas redes sociais foi a de que um segurança da rede seria o responsável pela agressão. O cachorro havia sido abandonado no local. Inicialmente, a rede de supermercados informou ter afastado a equipe de segurança que atuava na noite do ocorrido, mas depois declarou que o cão “desfaleceu em razão do uso de um enforcador” após uma ação do Centro de Zoonoses do município.

Ativistas nas redes sociais relatam que cachorro foi espancado e envenenado por funcionário do Carrefour — Foto: Reprodução/Facebook

A Defesa Animal estadual esteve no hipermercado em Osasco nesta segunda-feira (3), e disse que trabalha na elaboração do boletim de ocorrência.

“A Polícia Civil já está tomando providências, instaurando inquérito para investigar o caso e identificar o autor do crime”, afirma o texto.

O órgão, ligado à subsecretaria estadual de Defesa dos Animais Domésticos, sob a chefia da Secretaria-Chefe da Casa Militar, afirma que a pena para maus-tratos animais é de três meses a um ano de prisão e multa.

“Em caso de morte do animal, a punição pode ser aumentada em até um terço”, completa

Texto divulgado na página da Defesa Animal. Foto: Reprodução/Facebook

 

Após gerar grande repercussão nas redes sociais, circularam vídeos de protestos dentro da unidade, onde os manifestantes acusavam o agressor de “assassino” e pediam “Justiça para os animais”:

Em nota, a rede Carrefour se pronunciou sobre o ocorrido:

“A rede repudia qualquer tipo de maus-tratos contra animais. Comprometido em manter a todos informados sobre o episódio ocorrido na loja de Osasco, nossa apuração preliminar apontou que o cachorro estava circulando pelo estacionamento há alguns dias. O Centro de Zoonoses de Osasco foi acionado por diversas vezes, mas não recolheu o animal. No dia do incidente, clientes se queixaram sobre a presença do cachorro, e, novamente, o órgão foi acionado. Um funcionário de empresa terceirizada tentou afastá-lo da entrada da loja e imagens mostram que esta abordagem pode ter ocasionado um ferimento na pata do animal. O Centro de Zoonoses de Osasco foi acionado novamente e compareceu ao local para recolhê-lo. No entanto, no momento da abordagem dos profissionais do órgão para imobilização, o cachorro desfaleceu em razão do uso de um “enforcador”, tipo de equipamento de contenção. A Delegacia especializada de Osasco (D.I.I.C.M.A.) abriu inquérito e está investigando o caso. Estamos colaborando com as autoridades, disponibilizamos todas as informações e imagens para que o fato seja solucionado.”

Veja a resposta da Prefeitura de Osasco:

” Em resposta à nota divulgada pelo Hipermercado Carrefour, esclarecemos que o Departamento de Fauna e Bem Estar Animal esteve no local em atendimento a solicitação da Central 156 (Protocolo 2726381), cadastrada às 9h24 do dia 28/11/2018, para prestar atendimento a um cachorro ferido e sangrando. O comparecimento da equipe no local da ocorrência foi por volta das 10h.

A equipe esteve no local e constatou a existência de um animal de espécie canina com sangramento intenso. O manejo foi realizado por um oficial de controle animal qualificado e o animal foi encaminhado ao departamento para atendimento emergencial.

O animal deu entrada consciente no departamento em decúbito lateral (deitado de lado), mucosas anêmicas, hipotensão severa (pressão baixa), hipotermia intensa, hematêmese (vômito com sangue) e escoriações múltiplas. Apesar do tratamento instituído o animal veio a óbito.”

 

 

Quer receber nossa Newsletterw? Preencha o formulário abaixo: