AiMarketing Esportivo

Libertadores 2019 – Quem gritou mais alto?

0

Levantamento do IBOPE Repucom apresenta o impacto da partida entre River Plate e Flamengo pela final da Copa Libertadores, realizada pela primeira vez em evento único

O final de semana foi atípico não apenas para os torcedores do Flamengo, que viram o clube ser campeão de duas das mais importantes competições de clubes em cerca de 24 horas, mas para todos os brasileiros que foram impactados por tamanha repercussão e mobilização nas ruas e nas mídias sociais.

Entre 18 e 24 de novembro, considerando toda a semana de divulgação da final da Libertadores até o final da noite do último domingo, foram registrados mais de 12,3 milhões de posts únicos sobre a competição nas redes sociais em todo o mundo.

O dia da decisão gerou o maior volume de comentários, sobretudo entre 20h e 21h, que concentrou mais de 1 milhão de posts entre comemoração de torcedores e demais repercussões sobre a final.

Dos 4,8 milhões de posts com geolocalização identificável, 90% se concentraram em cinco países de três continentes diferentes. O Brasil registrou massiva participação de 76%, seguido por 7% de comentários com origem na Argentina, 4% nos Estados Unidos, 2% em Portugal e 1,2% na Colômbia.

Mas este jogo nem sempre esteve favorável ao Brasil. Até o término do primeiro tempo da final, considerando apenas os posts com origem nos territórios brasileiro e argentino, 66% tinham sido realizados em solo argentino contra 33% no Brasil, refletindo o fato de que o time argentino ganhava o jogo até então. Considerando o mesmo volume de comentários no Brasil e Argentina, a partir do segundo tempo até o final de domingo, a proporção foi de 95% de participação para os posts realizados no Brasil contra apenas 5% em território argentino. Pelo visto a virada do Flamengo não foi apenas no gramado.

Outro ponto relevante foi a abrangência nacional dos comentários referente à final da Libertadores. Enquanto o estado do Rio de Janeiro contribuiu com 62% dos posts com origem no Brasil, outros 38% tiveram origem nos demais estados da federação, sobretudo no Espírito Santo (6%), São Paulo (5%), Minas Gerais (3,5%) e Distrito Federal (3,2%).

As principais hashtags usadas para comentar sobre a grande final no Brasil foram: #VencemosJuntos, #JogaremosJuntos e #Flamengo, enquanto as mais usadas na Argentina foram: #River, #JuntosSomosMasGrandes e #Libertadores. Já as tags mais usadas pelos argentinos e brasileiros foram similares: em ambos os mercados, as tags mais mencionadas foram sobre os clubes @riverplate e @flamengo, sobre a competição (@Libertadores) e sobre o nome do jogo, Gabriel Barbosa (@gabigol), que marcou os dois gols rubro-negros.

José Colagrossi, diretor-executivo do IBOPE Repucom comenta: “Para os fãs de futebol, as mídias sociais são um verdadeiro exercício de sua paixão, e vimos isso com enorme intensidade neste final de semana. Quem gritou mais alto, definitivamente, foi o futebol brasileiro em rubro e negro, que sacudiu a imprensa e redes sociais, comprovando seu poder de alcance e engajamento”.

 

 

Quer receber nossa Newsletter? Preencha o formulário abaixo:

Catho inova e se insere no universo dos podcasts com dicas de carreira

Post anterior

WMcCann reforça time de criação

Próximo post