Lanchonete inspirada em Pablo Escobar recebe críticas por burger com cocaína falsa

Hambúrguer ‘decorado’ com imitação de cocaína recebeu diversas críticas de pessoas que defendem que a ideia alimenta o estigma contra colombianos

Uma lanchonete autraliana cujo nome foi inspirado no narcotraficante colombiano morto Pablo Escobar está sendo criticada nas redes sociais por servir pratos “decorados” com imitações de cocaína e cédulas enroladas como canudos. Escobar foi morto em Medellín no dia 2 de dezembro de 1993 por disparos da polícia e a quem são atribuídos mais de 5 mil assassinatos e centenas de atentados terroristas.

Localizada em Melbourne, a Pablo’s Escoburgers foi inaugurada em janeiro deste ano e recebeu diversos comentários negativos por seu cardápio, particularmente o “Patro Burger”, que vem com uma “carreira” de cocaína falsa no topo (que, na verdade, é uma farinha de alho) e com uma nota falsa de US$ 100 enrolada.

A “homenagem” ao traficante de drogas que liderou um Cartel em Medellín por mais de 20 anos ― e cuja operação resultou em milhares de assassinatos ― foi bastante reprovada. As primeiras postagens nas redes sociais receberam uma enxurrada de críticas.

“Isso é tão triste. Como um colombiano, é muito difícil viajar pelo mundo e tentar explicar quão incrível é o nosso país. Não importe onde você vá, a primeira coisa que é associado ao país é Pablo Escobar e as drogas. O pior é o fato de vocês idolatrarem um homem que destruiu vidas, cidades e um país inteiro. Vocês realmente querem

A lanchonete tentou minimizar a polêmica e afirmou na rede social que sua iniciativa empresarial inspirada no narcotraficante não tem a intenção de ofender ninguém. “Temos orgulho de nossos hambúrgueres, mas também entendemos que Pablo Escobar era um homem horrível que destruiu vidas de milhares de colombianos. Não perdoamos, idolatramos ou promovemos as ações de Pablo Emilio Escobar”, explicou o restaurante.

“No entanto, somos australianos e gostamos de um bom jogo de palavras. É apenas um nome de uma nova hamburgueria, não é um tema. Difícil não ofender ninguém em 2019”, escreveu a loja no Facebook.

“Muitos colombianos aprovaram os hambúrgueres daqui, e também muitos deram comentários terríveis no Facebook”, acrescentou. A hamburgueria não se desculpou com aqueles que se sentiram ofendidos.

 

 

Quer receber nossa Newsletter? Preencha o formulário abaixo: