Honda, correndo atrás da marca!

Eu nunca tinha visto isso. Uma montadora de automóveis saindo desesperada pelo mundo à cata de suas possíveis e descuidadas vítimas.

A Honda, temendo novos e graves acidentes, decidiu parar de esperar e corre atrás e caça os proprietários de seus automóveis que ainda não atenderam a chamada de recall para repararem os airbags com possível defeito.

Não sei se vocês se lembram, essa história já tem alguns anos, e ganhou da imprensa a designação de Airbags Mortais, ou Airbags     da Morte, ou, mais forte ainda, Airbags Assassinos… Quase um título de filme de terror.

O problema aconteceu com os Airbags fabricados pela Takata e presentes em dezenas de marcas de automóveis. Mas, aparentemente, quem revela de forma pública e ostensiva as maiores preocupações é a Honda. Até hoje, e em todo o mundo, e em decorrência do defeito no airbag da Takata, já morreram 10 pessoas.

O defeito é que, quando deflagrado o airbag por ocasião de algum acidente, acaba liberando pequenos artefatos de metal, que, por sua vez, penetram em diferentes partes do corpo do motorista e dos passageiros.

Pessoas espetadas, ou, perfuradas!

O recall começou há mais de cinco anos. Nesses cinco anos a Honda convocou para os procedimentos necessários, 871.320 veículos da marca apenas no Brasil. E até agora só 37%, pouco mais de 322 mil deles, atenderam a convocação.

Diante desse fato, a Honda vem colocando um exército de consultores que caminham pelas ruas literalmente catando os que ou não tomaram conhecimento, ou não se importaram. Uma espécie de último recurso.

Antes já fizera parceria na caça dos renitentes com seguradoras e como Detran; fez forte campanha na tv, e mesmo assim só conseguiu reparar os tais 37% de seus automóveis.

Sim, é Um Horror carros sendo vendidos com defeitos por negligência das montadoras. Mas, fantástico as montadoras terem consciência de suas responsabilidades. Tentando evitar novas mortes, procurando atenuar todos os prejuízos econômicos, sem se preocupar com o custo absurdo e o elevadíssimo preço da consciência de sua responsabilidade.

Mas, principalmente, antes e acima de tudo, revelando extremo cuidado e maior preocupação com respeito ao… Valor da Marca! Estamos chegando lá. Finalmente, a consciência da importância vital do Branding vai prevalecendo.

 

 

 

Quer receber nossa newsletter? Preencha o formulário abaixo: