NegócioTendência

Depois de produzir máscaras, Apple foca na fabricação de escudos faciais

0

Em vídeo publicado em suas redes sociais no fim da tarde do último domingo (5), Tim Cook declarou ao mundo que desde o início da pandemia a Apple já produziu mais de 20 milhões de máscaras faciais para auxiliar na prevenção e contenção do coronavírus. Além de buscar contato com diferentes países ao redor do mundo, o CEO também confirmou que a companhia agora também vai focar as atenções na produção de escudos faciais para a proteção das autoridades e trabalhadores de saúde que atuam na linha de frente do atendimento aos contaminados.

Estes protetores a médicos e enfermeiros são 100% ajustáveis, diz o executivo, e podem ser montados em até dois minutos para agilizar o uso em hospitais.

No comunicado, Cook também declara que a Apple já despachou a primeira entrega de seus protetores faciais a profissionais de saúde, entregando escudos no hospital Kaiser, em Santa Clara, no começo da semana. No caso das máscaras, o CEO espera entregar até 1 milhão de unidades até o fim desta próxima semana e manter este ritmo de distribuição nos EUA nas próximas semanas, com planos de expandir o acesso para hospitais fora do país – algo possível graças ao fato de cada carregamento do produto conter até 100 unidades.

A preocupação da Apple com a pandemia nessas últimas semanas não se limita apenas aos envolvidos na área da saúde. Com a dinâmica da empresa afetada a ponto de fazer o anúncio de um novo produto sem muita mídia, a companhia tem promovido ações de alívio a seus usuários durante a crise, o que inclui a disponibilização do Final Cut X por 90 dias e a promoção de isenção de juros no Apple Card.

 

 

Quer receber nossa newsletter? Preencha o formulário abaixo:

Google divulga relatórios que mostram onde quarentena não é respeitada pelo público

Post anterior

Heineken promove iniciativa para ajudar bares brasileiros durante crise da COVID-19

Próximo post