MadiaMMNegócioTendência

Em tempos de coronavírus, transição de carreira virou o novo normal

0

A chegada do pandemia do coronavírus resultou, consequentemente, o isolamento social. Com isso, as carreiras deixaram de ser lineares, como era antigamente. Isso acontece porque profissões, que antes movimentavam a economia, estão gradualmente cedendo espaço para outras.

A chamada “transição digital” chegou e todos aqueles que vivem essa transição começa a ver seu propósito e desempenho profissionais perdendo a importância no mundo corporativo. É neste momento que se faz necessária a migração para uma nova carreira.

Segundo pesquisa realizada pela pela Tera e a Scoop&Co Re:Trabalho 2020, que investigou como as pessoas e organizações da “transição” estão lidando com o impacto da tecnologia, 63% das pessoas já mudaram de carreira e 48% pretendem mudar de carreira nos próximos 12 meses. Dessas pessoas, 70% dizem que querem uma carreira mais alinhada a seus interesses e propósito de vida.

Novas atitudes e comportamentos de vida

Durante a transição, é comum nos perguntarmos “Para onde vai o mercado de trabalho? Quais profissões tendem a crescer, quais entrarão em declínio?”. Da mesma maneira que acompanhamos tendências sobre o coronavírus, precisamos acompanhar seus desdobramentos no mercado de trabalho.

É inegável que o mercado, como um todo, precisará desenvolver novos caminhos para se manter vivo, será um caminho sem volta. Empresas que sobreviverem à crise econômica causada pela chegada do coronavírus não irão querer correr o mesmo risco novamente – e vão investir com urgência em produtos, serviços e experiências digitais.

Neste momento, profissionais híbridos, que combinam experiência em negócios e habilidades em tecnologia, ganham vantagem na disputa pelo reconhecimento e sucesso. Esses profissionais, que compreendem a necessidade de transformação, mesmo durante a crise, são os que darão o pontapé inicial na economia.

Pensando nisso, o MadiaMundoMarketing, empresa de consultoria de negócios que acumula 40 anos de experiência do mercado, desenvolveu um programa de capacitação de profissionais que desejam migrar para o novo mundo que nos espera.

Batizado de Matrix, o Programa comandando por Francisco Madia, que ao longo de sua trajetória de 50 anos no mundo dos negócios, tornou-se um dos pioneiros do marketing no País, responsável por projetos de mais de 500 empresas – incluindo algumas das principais empresas e marcas do Brasil – foi pensado para que o profissional faça reflexões sobre seus hábitos e sua vida, especialmente se tratando da vida/trajetória profissional.

Segundo o consultor, a experiência, somada com o pensamento de inovação e visão do futuro, contribuíram o desenvolvimento do Programa Matrix. “Na sociedade e na economia do conhecimento, desde que preservem-se atualizados, os ‘cabelos brancos’ são fundamentais e únicos. Só o tempo, a experiência acumulada e décadas de estrada, levam um empresário ou profissional ao estágio máximo que pode ambicionar, intelectualmente”, aponta Francisco Madia. “Uma pessoa comum, e um cabelo branco de verdade, olham para uma mesma fotografia. Uma pessoa comum vê a árvore, a casa e o carro. O cabelo branco vê a árvore, a casa, o carro e tudo o que se encontra atrás e antes, revelando-se capaz de compreender, intuir, contextualizar, e ter insights de excepcional qualidade”, exemplifica o consultor.

A hora de mudar é agora

Correr atrás de modelos alternativos de aprendizagem para se atualizar e definir quais serão as carreiras do futuro são decisões importantes para definir o futuro e buscar meios de se destacar no mercado.  Para Sônia Teixeira, Diretora do MadiaMundoMarketing e uma das responsáveis pelo Programa Matrix, empreender  torna ainda mais desafiante neste período de transformação do mundo, mas é um desafio possível. “Empreender no Brasil tem as suas dificuldades; mas é desafiante em qualquer lugar do mundo. Para os profissionais que fizerem o Matrix, souberem absorver o conteúdo e conseguirem fazer a ponte/sintonizar com a realidade do seu negócio, acredito que muito vai ajudar no seu sucesso e independência profissional. Mas vale lembrar, que empreender é uma questão de postura. E, uma boa dose de resiliência será necessário”, aponta.

Espírito empreendedor é um diferencial na busca pelo sucesso

Profissionais híbridos, que combinam experiência em negócios e espírito empreendedor e inovação, tendem a crescer ainda mais rápido, com possibilidade de movimentação profissional mesmo durante a crise. Para isso, é preciso adotar novos hábitos. “Agora, não existe lugar para acomodação. É importante a conscientização em manter se atualizado e sempre ter inquietude para fazer novas descobertas e buscar novos conhecimentos, e isso é agora!”, diz Sônia.  “Considerando o atual cenário; tudo e todos precisarão se reinventar. Questão de sobrevivência! Principalmente analisando a situação financeira da grande maioria, que infelizmente está caótica”, finaliza. 

Defina seu sonho e o transforme em projeto pessoal

Mais do que escolher uma opção de curso online, é importante definir um projeto no qual sua nova habilidade poderá se manifestar. Por isso, ao colocar em prática seu projeto pessoal e torna-lo uma realidade profissional, é preciso ter foco e aplicar-se da melhor maneira possível. Para Sônia, “Todos conhecemos pessoas que se propõem fazer um curso, treinamento e saem depois do mesmo jeito que entraram, perderam tempo e dinheiro. Aproveitamento Zero!  Mas também, conhecemos pessoas que quando se propõem fazer algum treinamento, saem de lá “acrescidas” e imediatamente, implementam o que absorveram nas suas vidas. Assim deve ser, o pós de um profissional que se propõe fazer o Matrix. De novo, é uma questão de postura, de atitude!”, finaliza.

Deseja saber mais sobre o Programa Matrix e como ele pode te ajudar a fazer a transição para o mundo que nos aguarda? Clique aqui e confira.

 

 

Quer receber nossa newsletter? Preencha o formulário abaixo:

Skol Beats apresenta festival virtual para arrecadar doações a países da América Latina

Post anterior

Domino’s Pizza vai dar desconto para aventuras mal sucedidas na cozinha

Próximo post