Landmarketing

Sacoleiros do digital, ou, o ritmo da mudança

Os sacoleiros de roupas foram um dos últimos a aderir à compra pela internet. Mas, e finalmente, o fio virou. Compram mais a distância do que presencialmente. Os principais polos atacadistas de roupas, gradativamente, foram se posicionando na internet, muito…

Semanas de quatro dias

Devagar, mas de forma crescente, contínua e consistentemente, cresce o número de empresas que passam a adotar a semana de 4 dias. Como era de se esperar, as primeiras adesões são de empresas com até 20 anos de existência. As…

Uma nova você, ou, um novo você

As pessoas que ainda não conhecem você, conhecerão, quando isso acontecer, já em sua Nova Você. Você, depois da plástica. Até aí, tudo bem Mas, de verdade mesmo, e em termos de branding, vale a pena submeter-se a procedimentos estéticos…

Smart Speakers, o novo Gadget

Durante duas décadas todas as pessoas tinham uma calculadora. No início grande e de mesa, algumas com a possibilidade de impressão. Outras com calculadoras pequenas que carregavam nos bolsos e bolsas e foram desaprendendo ou tendo preguiça de fazer contas….

Youtubização das crianças

Há anos temos assistidos, indiferentes, a youtubização das crianças em boa parte dos países do mundo. No Brasil, então, o youtube e seus 500 mil youtubers formam os tais de “baixinhos”, nossas crianças – filhos e netos e, agora, bisnetos….

Dolce & Gabbana, ou, brincadeira de mau gosto

Todo cuidado é pouco! Brincadeiras que eram encaradas e recebidas anos atrás como divertidas e só provocavam risos e comentários, provisoriamente são consideradas de péssimo gosto e provocam prejuízos monumentais. Dolce & Gabbana, orientada por seus publicitários, e que tinha…

Comer pelado é um saco!

E, por assim ser, foi anunciada a contagem regressiva, meses atrás, de uma brincadeira de gosto discutível, que causou tremendo frisson quando de seu lançamento, que formou fila nas primeiras semanas, e que morreu à mingua. No mês de novembro…

As maquininhas quase pagando para usar

No início era o dinheiro. Depois, os cheques. Mais adiante os cartões. E hoje as tais das maquininhas invadem o país. Em 1971, comandava a área de marketing do Itaú quando fizemos parceria com o Citi e o Unibanco nascendo…

Shopping, cenas de desespero e tolices

E aí bateu o desespero. A frequência aos Shopping Centers começou a despencar. E em paralelo, e ainda agravado pela crise econômica brasileira, muitos shopping centers na rampa de decolagem foram ficando pelo caminho. Olhando em direção ao futuro, e…

O desaparecer sem deixar notícias

Aconteceu, novamente. Não obstante todas as lições de MARIANA, péssimos alunos que somos, demos de ombro, não fizemos a lição de casa, e neste final de semana a tragédia foi maior, ainda. Em nossas vidas estamos mais acostumados e supostamente…

Ver mais