APRO lança campanha para acabar com o assédio no setor audiovisual

Uma das surpresas preparadas para o encerramento do WHEXT, na última quarta-feira (31), foi o lançamento da campanha pelo fim do assédio moral e sexual no setor audiovisual. Criado pela F/Nazca Saatchi & Saatchi, o movimento recebeu o nome de “Corta!”.

A campanha integra um conjunto de ações que propagam no mercado o Pacto feito pela Indústria para cessar os comportamentos abusivos no ambiente de trabalho e suas adjacências.

Além do nome, a agência é responsável pelo branding, peças de comunicação como camisetas, adesivos e pôsteres com mensagens objetivas e cores fortes que informam e advertem sobre diversas formas de abuso moral e sexual. Todos levam a assinatura “Corta!”, em referência ao termo utilizado nos sets de filmagem para terminar uma cena e, ao mesmo tempo, dar um basta geral no comportamento abusivo.

Marianna Souza, gerente executiva da APRO, celebra o fato da campanha usar ícones e temas caros ao universo do audiovisual, uma forma de facilitar o entendimento imediato de toda a comunicação. “É acima de tudo um trabalho que tem de entrar e permear toda a cultura do setor”, afirma.

O Pacto de Responsabilidade Antiassédio no Audiovisual surgiu de um grupo de trabalho formado a partir da provocação ao setor feita por Antônia Pellegrino (escritora, roteirista e cofundadora do blog da Folha de SP “Agora é Que São Elas”) e sob liderança da APRO – Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais.

Integram a iniciativa, além da APRO, a BRAVI (Brasil Audiovisual Independente), SIAESP (Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de S. Paulo), SICAV (Sindicato Interestadual da Indústria Audiovisual), SINDCINE (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual dos Estados de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins e Distrito Federal), SATED-SP (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões do Estado de São Paulo), além de representantes das principais lideranças do mercado e de produtoras.

Outras entidades também aderiram ao conteúdo do Pacto, como ABRACI (Associação Brasileira de Cineastas), ABRAGAMES (Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Eletrônicos), ABRAMINA (Associação Brasileira de Empresas Produtoras de Animação), APACI (Associação Paulista de Cineastas), APROSOM (Associação Brasileira das Produtoras de Som), CONNE (Conexão Audiovisual Centro-Oeste, Norte e Nordeste) e STIC (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões do Estado de São Paulo)

 

 

 

Quer receber nossa newsletter? Preencha o formulário abaixo: