LandmarketingMadiaMM

A Enxurrada dos bonzinhos… Será?

0

Parece que estamos sonhando. Depois de anos pagando tarifas descomunais para os grandes bancos, os novos bancos oferecem tudo… E, De Graça!

A justificativa para a cobrança de tarifas lá atrás, é que era uma grande injustiça às pessoas e empresas que tomavam empréstimos terem que pagar, embutido nos juros, os serviços De Graça que os bancos prestavam para seus demais clientes. Então passaram a cobrar tarifas.

Os juros não só não caíram como as tarifas permaneceram. Conclusão, e sob diferentes justificativas, e na falta de concorrência, os bancos foram aumentando o valor das tarifas e nos últimos 20 anos bateram todos os recordes de lucratividade. No popular, racharam de ganhar dinheiro.

Nos últimos dois anos é raro o dia em que um novo banco não chegue ao mercado prometendo tudo De Graça! E aí nos lembramos de tios e avós que diziam, “quando a esmola é demais até o santo desconfia…”. E vem a pergunta, se tudo o que fazem é De Graça, como pararão em pé?

Semanas atrás, um banco tradicional visivelmente atrasado, decolou com uma campanha. Em que dizia: “Tá se achando digital, mas seu banco cobra pacote de serviços?” E aí responde. “Não se ache, seja digital…”.

E aí vem a sucessão dos De Graça:

– Conta digital sem tarifas – transferências gratuitas – saques ilimitados
– cartão de crédito internacional sem anuidade. E ainda oferece uma Superpop, uma poupança que dá um rendimento maior que a poupança.

Tudo bem? Mais ou menos.

Agora vamos as tais letrinhas pequenas do rodapé…

– Serviços disponibilizados a exclusivo critério do banco…

– Conta de pagamento pré-paga sem cobrança de tarifa… Condições sujeitas a alteração sem aviso prévio…

– Outros serviços e produtos sujeitos a cobrança de tarifa segundo regulamentação em vigor…

– Cartão de crédito sem anuidade apenas para o titular…

Ou seja, amigos, os novos bancos, ou os bancos velhos renovados, continuam tratando seus clientes como se fossem idiotas.

Nos últimos 2 anos toda a semana tem uma, duas ou três instituições financeiras novas na praça. Até agora não vi uma única que não valorizasse seus supostos serviços De Graça, mas que dissesse, clara e verdadeiramente, como pretende tratar seus clientes.

Que compromisso assumem em termos de atenção, carinho, apreço, respeito e responsabilidade?

Depois de décadas humilhados pelos grandes bancos tudo o que queríamos era atenção e respeito. E tudo o que nos oferecem são supostos números, ou, Fakes De Graça…

De Graça… Quase… Desgraça!

 

 

Quer receber nossa Newsletter? Preencha o formulário abaixo:

Hoje vamos falar sobre DHL. L de Lucidez

Post anterior

Casamentos aos 50. 50 e mais anos…

Próximo post