O que você faria se pudesse treinar o seu cérebro para aguentar as dificuldades do dia-a-dia e, além de tudo, poder fortalecer tanto o seu lado emocional quanto o profissional?

Pois é essa a proposta do Best Seller “Inteligência Positiva”, do autor Shirzad Chamine, presidente da maior organização de treinamento de coaches do mundo, o CTI.

A proposta do livro é dividir em seis partes o seu treinamento para ser uma pessoa melhor e, consequentemente, um profissional melhor. Através de métodos científicos e uso de treinamentos básicos, Shirzad ensina como devemos lidar com a vida e os problemas que ela nos impõe.

Shirzad Chamine escritor

Shirzad Chamine

A base de sustentação do livro está no que Shirzad chama de coeficiente de inteligência positiva, chamado de “QP”. Durante a leitura do livro, o autor convida as pessoas a fazer um teste para saber a porcentagem de inteligência positiva que temos atualmente, analisando quais são as evidências que estão atrapalhando nossas vidas e de usarmos toda a capacidade do nosso cérebro.

 A partir da leitura, e também dos testes, você terá um claro diagnóstico dos seus sabotadores. Esses sabotadores são um conjunto de padrões mentais automáticos que sabotam aquilo que você tem de melhor, agindo sempre dentro das seguintes características:

  • O Crítico
  • O insistente
  • O Prestativo
  • O Hiper-realizador
  • A Vítima
  • O Hiper-racional
  • O Hiper-vigilante
  • O Inquieto
  • O Controlador
  • O Esquivo

Após uma profunda análise desses comportamentos, o próximo passo é treinar o cérebro a encarar e corrigir esses comportamentos padrões que nos inferiorizam. Através de métodos científicos, cases e diversos exemplos de pessoas que o autor ajudou, é possível criar uma identificação com o livro e fazer disso uma experiência agregadora.

Uma dica para quem já leu ou quer uma prévia

Uma das formas de treinar o cérebro é fazer pequenas pausas dentro do seu dia-a-dia e um filtro dos seus sentidos, colocando em foco apenas um sentido por pelos menos três respirações (cerca de dez segundos). Ou seja, observar atentamente a sensação de tocar em uma folha de papel, ou se concentrar em um som específico da cidade, e por aí vai.

Abaixo um vídeo de como podemos ter pequenos hábitos que nos ajudam a se concentrar. Mas, lembro, é essencial a leitura do livro, pois só assim você saberá o que fazer para manter a mente limpa e extrair os melhores resultados dessa experiência.

*Celso Bove é formado em publicidade e propaganda, pós-graduado em marketing, integrante do Núcleo de Produção e Conteúdo do MadiaMundoMarketing, viciado em novas tecnologias e tendências no ambiente digital.

Comentário

Comentário

Formado em publicidade e propaganda, pós-graduado em marketing, integrante do Núcleo de Produção e Conteúdo do MadiaMundoMarketing, viciado em novas tecnologias e tendências no ambiente digital.