13 milhões no Facebook, 22 milhões no Instagram, um canal no Youtube com cinco milhões de inscritos e mais de um bilhão e meio de visualizações. Fora Snapchat, participações em programas de televisão e clipes com outros cantores, como seu último trabalho com Major Lazer e Pabllo Vittar.

Ainda não podemos esquecer sua participação no show de Andrea Bocelli e o trio que formou com Caetano Veloso e Gilberto Gil para a abertura dos Jogos Olímpicos no Brasil em 2016.

É inegável que a jovem de 24 anos é um fenômeno. Independente se você gosta ou não da sua voz ou estilo musical, Anitta é a marca do momento, inclusive se relacionando como garota propaganda de marcas como iFood, Claro, Olla, Niely, Pepsi, Vivara e muitas outras.

[private]

snap anitta

Ok, mas o que isso significa em termos de mercado? Qual a fórmula do sucesso?

Anitta apareceu para o mundo em 2012, algo que torna ainda mais assustador os seus belos números no decorrer de cinco anos. Ela se intitula funkeira, mas já andou por diversos estilos, algo que quebra um pouco a questão do posicionamento e de público alvo.

Tudo que faz gera repercussão, nem sempre positiva, mas é inegável que a moça consegue chamar atenção.

Então repito a pergunta: qual a fórmula?

Começa pela autenticidade. Em todos os seus shows, programas ou entrevista, Anitta é autêntica e defende seu ponto de vista. Já queimou a língua por conta disso, como no episódio sobre machismo ao qual discutiu com a cantora Pitty no Programa Alta horas e teve uma opinião bem polêmica. Mas, na maioria das vezes, ela defende causas a favor das mulheres e traz à tona discussões como racismo e inclusão de público plus size.

Abaixo o vídeo mencionado no texto.

Isso gera uma quantidade imensa de menções. Anitta, hoje, no momento que escrevo esse texto, é um dos assuntos mais comentados segundo a plataforma Google Trends no Brasil. Seu nome é muito buscado e comentado. Tudo que a cantora faz ou fala gera uma repercussão gigantesca, sendo praticamente impossível mensurar. Ainda mais quando se coloca nessa conta a quantidade de polêmicas, seja por conta da forma como se veste, dança, ou como citado acima, fala.

Seu preço no mercado também é algo que vale a pena mencionar. As informações variam de site para site, mas Anitta cobra menos por show do que nomes do mesmo quilate como Ivete Sangalo, Claudia Leitte e Wesley Safadão. Algo que a permite fazer shows mais flexíveis e com valores mais atrativos para o público final – que por si só já responde um pouco a pergunta acima.

O conceito estético também é um ponto. Claro que o lado sensual da cantora conta muito. Mas dizer que Anitta é só isso já é miopia. Seus clipes estão cada vez mais bem produzidos e chamando a atenção não só do público brasileiro.

conceito estetico anitta clipes

 

Música chiclete. Todas as músicas da cantora são simples e de fácil aceitação. Além de conter, sempre, assuntos do momento nas letras, algo que ajuda ainda mais nos compartilhamentos.

Uma última possibilidade é sua aparição em multiplataformas. Como citei acima, Anitta está presente em todas as mídias. TV aberta e por assinatura, todas as redes sociais, streamming, CD, DVD, rádio, Web rádios e o que mais existir. Isso facilita seu trabalho chegar até quem quer ouvir. Esse esforço de mídia favorece que a moça sempre esteja em alta, algo que, se unido com o efeito chiclete que sua música proporciona, gere esses resultados tão expressivos.

[/private]

Comentário

Comentário

Formado em publicidade e propaganda, pós-graduado em marketing, integrante do Núcleo de Produção e Conteúdo do MadiaMundoMarketing, viciado em novas tecnologias e tendências no ambiente digital.