Trailer apresenta a trama do último capítulo do sucesso que retratou que Coisa BOA Gera Coisa BOA no dia a dia do carioca (foto: divulgação)

Dulce, Vavá, Guto, Duda, Marcelão e os demais personagens da BOA, símbolos do carioca de verdade que batalha e gera coisa boa, estão de volta para o episódio final desta temporada das webséries da cerveja Antarctica. “Na Pressão” é a quinta série da BOA e, desta vez, o bar da Dulce, ponto central das histórias vividas pela trupe, corre o risco de ser fechado. Os personagens, que como todos brasileiros, batalham e se ajudam, enfrentam a situação com união para recuperá-lo, seguindo o conceito Coisa BOA gera Coisa BOA, que acompanha as narrativas da Antarctica.

“Na Pressão conclui um movimento que iniciamos há um ano com ‘No Gogó’ e que só trouxe coisas boas para quem participou e para os milhões de espectadores que garantiram o sucesso dos personagens que retratam a alma do carioca. Quando incentivamos coisas boas, encontros únicos, isso gera uma corrente. E toda essa história é sobre isso. É nisso que acreditamos. É sobre compartilhar, se doar”, disse Bruna Buás, diretora de marketing da cerveja Antarctica.

“Na Pressão” resgata o protagonismo do samba, presente desde sempre nas ações de Antarctica no Rio. O cenário, uma feijoada tipicamente carioca, reúne as pessoas em torno de uma roda de samba, cerveja e vontade de fazer o bem.

O trailer que lança “Na Pressão” está no ar na TV aberta desde o dia 3/9, em versão de 45 segundos. A versão para o digital, de um minuto, foi ao ar nesta semana. Os quatro capítulos que compõem a série “Na Pressão” estreiam juntos no dia 14 deste mês nas redes sociais da BOA. Enquanto isso, conteúdos digitais vêm aquecendo o tema junto ao público desde o final de agosto. Um resumo sobre como foi o ano da série também já está disponível.

A série tem criação da AlmapBBDO, produção da O2 Filmes, direção de Quico Meirelles e trilha sonora assinada pela S de Samba, de Jair de Oliveira e Simoninha. “Desde o final do ano passado, fazemos toda a comunicação da marca Antarctica baseada em entretenimento. São campanhas completas, que usam todas as mídias, mas o herói são as séries e os curta-metragens. A marca passou a se relacionar com os consumidores de um jeito muito mais próximo, e os resultados, em vários aspectos, se tornaram benchmarks na companhia. Já estamos planejando os próximos passos, afinal, como diz a própria cerveja, Coisa BOA gera Coisa BOA”, disse o diretor de criação da AlmapBBDO Marcelo Nogueira.

As séries da BOA não se restringem à exibição dos capítulos, e têm promovido e mobilizado, durante as suas campanhas, ações reais junto às comunidades e aos consumidores de Antarctica. Foi assim com “Na Lata”, que lançou o bloco de carnaval Na Lata, que homenageava os profissionais catadores de lata; com o casamento comunitário promovido na época de “Na Fogueira”, que oficializou a união de 115 casais e com o Boteco Coisa BOA, na época de “No Boteco”, que oportunizou a capacitação profissional de pessoas para trabalharem em bares e restaurante por meio do Curso de Formação de Garçom.

“Acho que o mais interessante desse projeto é conseguir ao mesmo tempo passar uma mensagem forte e muito positiva de uma marca (que Coisa BOA Gera Coisa BOA) e contar uma história interessante que prende o público. Engajar o espectador tanto pela trama quanto pelo tema sobre o qual estamos falando”, disse Quico, da O2.

News

 

 

Quer receber nossa newsletter? Preencha o formulário abaixo:

Comentário

Comentário

Redação
A Redação é responsável pela curadoria de todo conteúdo veiculado no Portal Inteligemcia.