Em parceria com a Umbro e a Agência New360, o Cruzeiro abordará a desigualdade e violência para com as mulheres na partida que ocorre nesta quarta-feira (08), contra o Murici pela Copa do Brasil.

A numeração das camisas dos jogadores trará estatísticas sobre a mulher, colhidas pela ONG AzMina. Por exemplo, a camisa 5 indicará que o Brasil é o quinto país em taxa de feminicídio, e a 8 revela o número de jovens que já sofreram assédio.

cruzeiro futebol homenagem dia da mulher estatística ong azmina

“O Dia Internacional da Mulher não é um momento apenas de trazer à tona toda a característica de desigualdade que ainda existe no Brasil e no mundo, mas também é um momento de conscientização de outros aspectos relacionados à mulher. Alguns dos números que vamos destacar têm a ver com o cuidado da mulher com a saúde, com o próprio corpo. É importante a gente ter um momento desse, onde você pode trazer à tona assuntos tão importantes e relacionados à mulher”, diz o diretor de marketing do Cruzeiro.

News

 

 

Quer receber nossa newsletter? Preencha o formulário abaixo:

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Comentário

Comentário

Redação
A Redação é responsável pela curadoria de todo conteúdo veiculado no Portal Inteligemcia.